O desconhecido

O desconhecido

Ele tinha muitas cousas.

Tinha ideias. Um monte de ideias pra contar, desenvolver, compartilhar, contrastar, discutir, mudar, matiçar, e finalmente asumir como próprias.

Tinha projetos. Projetos variados, algúm bastante utópico, outro mais realista. Um ia levar-lhe toda a vida, era “de fondo”, outro era mais a curto prazo. A maioria eram complexos, pero havia lugar para projetos simples, facilmente alcançavéis. Pretendia completa-los todos.

Tinha sensaçãos também. Podia dar carinho quando for preciso, compreensão a maioria das vezes, um par de orelhas sempre, e uma conversa agradável e interesante sem maior problema, e com vontade. Só procurava crear um ambiente comfortável para os que se cruzassem com ele.

Mas, como ninguém o sabia, era como si todas essas cousas não existissem.

Cho, 22-08-08

by Sofía | 22.Agos.2008 | Category: Fição, Literatura, Sen categorizar